Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Fotos de D. Sérgio na Imposição do Pálio

Imagem
PAX et BONVM!Finalmente encontrei fotos da Solenidade de São Pedro e São Paulo, no Vaticano, mostrando nosso querido arcebispo D. Sérgio da Rocha! Aproveitando, transcrevo uma palavra especial do Santo Padre aos arcebispos do Brasil que receberam o Pálio:
Acolho com alegria os familiares e amigos dos novos Arcebispos Metropolitanos do Brasil, que vieram acompanhá-los na recepção do pálio, sinal da profunda comunhão com o Sucessor de Pedro. Nesta comunhão dirijo uma particular saudação a Dom Sérgio da Rocha, de Teresina; Dom Maurício Grotto de Camargo, de Botucatu; Dom Gil Antônio Moreira, de Juiz de Fora; e Dom Orani João Tempesta, de São Sebastião do Rio de Janeiro. Transmiti as minhas saudações aos presbíteros e a todos os fiéis das vossas arquidioceses, para que unidos na mesma fé de Pedro possam contribuir para a evangelização da sociedade. Como penhor de alegria e de paz no Senhor, a todos concedo a minha Bênção. Fonte: http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=298840















(Exemplo …

Mas o que é o Pálio?

Imagem
PAX et BONVM!Aproveitando hoje a Solenidade de São Pedro e São Paulo (não para o Brasil, que foi ontem), junto com o encerramento do Ano Paulino, e ainda mais a graça de nosso Arcebispo, D. Sérgio da Rocha, ter recebido, hoje pela manhã, o Pálio das mãos do Santo Padre (como avisado na postagem anterior), juntei um material razoável que trata exatamente do pálio. Espero que seja de utilidade para todos!
***
Desenvolvimento e forma
Não se pode determinar o período em que o pálio foi introduzido. De acordo com o liber pontificalis, já estava em uso em Roma na pouco antes da metade do séc. IV, pois lá se diz que o papa Marcos († 336) presenteou com o pálio o bispo de Óstia, consagrador do papa. Por mais fidedigna que seja esta informação, em todo caso o pálio deve ter sido usado em Roma pelo menos desde antes do séc. VI, senão o autor do liber pontificalis, que viveu no início do séc. VI, não teria podido se referir à sua concessão ao bispo de Óstia por parte de um papa da primeira metade do…

Nosso Arcebispo receberá o Pálio das mãos do Papa.

Às 9h30min, segunda, 29 de junho, Solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos, Bento XVI imporá o pálio aos seguintes arcebispos:

Arcebispo Dom Sérgio da Rocha de Teresina, Brasil.

Arcebispo Dom Maurício Grotto de Camargo de Botucatu, Brasil.

Arcebispo Dom Gil Antonio Moreira de Juiz de Fora, Brasil.

Arcebispo Dom Orani João Tempesta de São Sebastião do Rio de Janeiro, Brasil.

Arcebispo Albert Malcolm Ranjith Patabendige Don de Colombo, Sri Lanka.

Arcebispo Allen Henry Vigneron de Detroit, E.U.A.

Arcebispo Timothy Michael Dolan de Nova Iorque, E.U.A.

Arcebispo Robert James Carlson de Saint Louis, E.U.A.

Arcebispo George Joseph Lucas de Omaha, E.U.A.

Arcebispo Gregory Michael Aymond de New Orleans, E.U.A.

Arcebispo Ghaleb Moussa Abdalla Bader de Algiers, Algéria.

Arcebispo Domingo Diaz Martinez de Tulancingo, México.

Arcebispo Victor Sanchez Espinosa de Puebla de los Angeles, México.

Arcebispo Carlos Aguiar Retes de Tlalnepantla, México.

Arcebispo Pierre-Andre Fournier de Rimouski, Canadá.

Arcebisp…

Natividade de São João Batista

Imagem
Viva São João, precursor e batista!


Hoje estava pensando em como São João Batista tem grande importância na vida espiritual dos cristãos. De fato, sua pessoa está tão intimamente relacionada com o plano de salvação de Deus, que não poderia a Igreja deixar de tê-lo como exemplo de virtudes e bondoso intercessor. As exortações de São João, nos Evangelhos, são lidas principalmente durante o Advento e a Quaresma. A temática da conversão leva exatamente à temática da vinda do Reino de Deus. Interessante como o próprio Salvador parece repetir as palavras de João. Os nascimentos de João e do Senhor foram anunciados por Gabriel. Um nasce da estéril e o outro da Virgem.
A data de hoje (24 de junho) - Solenidade da Natividade de São João Batista - é comemorada tanto no Ocidente quanto no Oriente, onde é mais chamado de precursor do que de batista. Lá também é chamado de anjo (mensageiro) do deserto. No ocidente temos, na forma ordinária (FO) e extraordinária (FE), a missa da Vigília, para o dia 23. Na …

Festa do Sagrado Coração: Início do Ano Sacerdotal, promulgado por S. S. Bento XVI

CARTA DO SUMO PONTÍFICE
BENTO XVI
PARA A PROCLAMAÇÃO
DE UM ANO SACERDOTAL
POR OCASIÃO DO 150º ANIVERSÁRIO
DO DIES NATALIS DO SANTO CURA D’ARS

Amados irmãos no sacerdócio,

Na próxima solenidade do Sacratíssimo Coração de Jesus, sexta-feira 19 de Junho de 2009 – dia dedicado tradicionalmente à oração pela santificação do clero – tenho em mente proclamar oficialmente um «Ano Sacerdotal» por ocasião do 150.º aniversário do «dies natalis» de João Maria Vianney, o Santo Patrono de todos os párocos do mundo.[1] Tal ano, que pretende contribuir para fomentar o empenho de renovação interior de todos os sacerdotes para um seu testemunho evangélico mais vigoroso e incisivo, terminará na mesma solenidade de 2010. «O sacerdócio é o amor do Coração de Jesus»: costumava dizer o Santo Cura d’Ars.[2] Esta tocante afirmação permite-nos, antes de mais nada, evocar com ternura e gratidão o dom imenso que são os sacerdotes não só para a Igreja mas também para a própria humanidade. Penso em todos os presbíteros q…

Um ano de genuflexório! Deo gratias!

Imagem
Pax et bonum!
Talvez pareça estranho o título desta postagem. O intuito dela é fazer memória a uma salutar decisão do Santo Padre, em conjunto com seu mestre de cerimônias e demais servidores das liturgias pontifícias. Os que têm boa memória devem lembrar que exatamente há um ano (litúrgico, ou seja desde a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo do ano passado, a 22/05) o Santo Padre, o papa Bento XVI, passou a adotar o genuflexório para os fiéis que comungarem com ele. Obviamente esta atitude é uma promoçãoda comunhão de joelhos, um forte convite a que seja revalorizada. Não é nenhum "julgamento" dizê-lo, apenas uma dedução lógica. Passemos então para alguns lembretes:
A Solenidade
A Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo (pop.: Corpus Christi) foi instituída universalmente pela Bula "Transiturus de hoc mundo" (passando deste mundo), do Papa Urbano IV, de 11 de agosto de 1264. Há exatas nove semanas (63 dias) estivemos à mesa com nosso Senhor, no dr…

Rosário em Latim

Initium

Signum Crucis: In nomine Patris, et Filii, et Spiritus Sancti. Amen.

Ad Crucem (No crucifixo)

Credo in Deum Patrem omnipotentem, Creatorem cæli et terræ. Et in Iesum Christum, Filium eius unicum, Dominum nostrum, qui conceptus est de Spiritu Sancto, natus ex Maria Virgine, passus sub Pontio Pilato, crucifixus, mortuus, et sepultus, descendit ad inferos, tertia die resurrexit a mortuis, ascendit ad cælos, sedet ad dexteram Dei Patris omnipotentis, inde venturus est iudicare vivos et mortuos. Credo in Spiritum Sanctum, sanctam Ecclesiam catholicam, sanctorum communionem, remissionem peccatorum, carnis resurrectionem, vitam æternam. Amen.
Ad Grana Maiora (Nas contas maiores)


Pater Noster, qui es in cælis, sanctificetur nomen tuum. Adveniat regnum tuum. Fiat voluntas tua, sicut in cælo et in terra. Panem nostrum quotidianum da nobis hodie, et dimitte nobis debita nostra sicut et nos dimittimus debitoribus nostris. Et ne nos inducas in tentationem, sed libera nos a malo. Amen.
Ad Grana …

"Mas que festa? A liturgia é um drama"

Imagem
A liturgia é um drama, não uma festa. Hoje não se contempla mais a Cruz, frequentemente deixada como um adorno. Celebrar voltados ad orientem a segunda parte da Missa tem um sentido escatológico e recupera o sentido do sagrado.
“Mas que festa? A liturgia é um drama”: afirma Monsenhor Nicola Bux, teólogo e liturgista de clara fama. Com ele confrontamos o tema do sentido do sagrado na liturgia: “Creio que este sentido do sagrado se poderá recuperar quando compreendermos que a Missa não é de modo algum um espetáculo, uma diversão ou uma propriedade do sacerdote, mas um próprio e verdadeiro drama. Frequentemente enchemos a boca com a palavra festa, mas que festa? Na Missa recordamos o sacrifício de Cristo, eis a verdade. Cristo se imolou por nós e aí se usa a palavra festa. Só é correto falar de festa depois de termos compreendido e aceitado o conceito de que Cristo deu a vida por nós. Então, é lícito falar de festa, mas nunca em primeiro lugar”.
Depois acrescenta: “Uma boa liturgia deve te…

Sermão sobre Pentecostes, de São Leão Magno (séc. V)

Imagem
Todos os corações católicos sabem, caríssimos, que a solenidade de hoje deve ser celebrada como uma das festas mais importantes. Ninguém ignora ou contesta a reverência com que se deve festejar este dia, consagrado pelo Espírito Santo com o milagre excelente de seu dom. Sendo, na verdade, o décimo dia depois daquele em que o Senhor subiu ao céu, para se assentar à direita de Deus, refulge como o dia qüinquagésimo após a sua Ressurreição, e traz em si grandes mistérios, referentes a antigos e novos sacramentos, na mais clara manifestação de que a Graça foi prenunciada pela Lei e a Lei cumprida pela Graça. Sim, do mesmo modo como outrora, no monte Sinai, a Lei fora dada ao povo hebreu, libertado dos egípcios, no dia qüinquagésimo após a imolação do cordeiro, assim também, após a Paixão de Cristo, imolação do verdadeiro Cordeiro de Deus, é no qüinquagésimo dia desde sua Ressurreição que se infunde o Espírito Santo nos apóstolos e na multidão dos fiéis. O cristão diligente facilmente vê c…