Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

Carta de fiel brasileiro à Ecclesia Dei!!!

Imagem
Pax et bonum!
Há pouco achei algo muito interessante! Um fiel brasileiro dirigiu uma carta à Pontifícia Comissão Ecclesia Dei no fim de abril e recebeu a resposta há pouco mais de dez dias (18/07). Seguem primeiro as perguntas e depois as respostas:
1- Após ter entrado em vigor o Motu Proprio "Summorum Pontificum", é necessária a permissão do Bispo Diocesano para que algum padre possa celebrar a Missa Gregoriana?
2- Os fiéis devem dominar a língua latina para poderem assistir a Missa Gregoriana? Ou bastaria apenas um folheto do missal em formato bilíngue (Latim - Português) para que os fiéis possam assistí-la?
3- Um grupo pequeno de fiéis (por exemplo: 8 pessoas), embora seja estável, é insuficiente para que seja celebrada a Missa na Forma Extraordinária?
4- O Bispo Diocesano deve cooperar para que o pedido de Missa Gregoriana feito por um grupo estável de fiéis seja realizado?
5- Os fiéis que não fazem parte do grupo estável poderão assistir a Missa Gregoriana?
6- Poderão ser reali…

Uso do "Nome de Deus" na liturgia

Ave Maria, Virgo Fidelis!

Tendo em vista que alguém me veio perguntar por que razões a Igreja Católica não utiliza liturgicamente o Nome de Deus na forma do Tetragrama Sagrado, bem assim que, ao arrepio das orientações da Santa Sé, os vocábulos Javé, Iavé ou similares continuam a ser utilizados na música litúrgica, resolvi transcrever as "Orientações sobre o uso do 'Nome de Deus' na Liturgia", emanadas pela CNBB após recebimento por esta Conferência da "Carta às Conferências Episcopais sobre o uso do 'Nome de Deus'", da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos. O texto completo da Carta da Santa Sé pode ser encontrado aqui, em espanhol. Como não tive tempo de vertê-la ao português, seguem as orientações da CNBB, que resumem a mesma:


Orientações sobre o uso do “Nome de Deus” na Liturgia

A Presidência da CNBB recebeu uma carta da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos (29/06/08) com orientações sobre a “tradu…

Schola Cantorum Cor Iesu Sacratissimum

Imagem
Pax et bonum!
Queremos registrar o primeiro exercício da Schola Cantorum Cor Iesu Sacratissimum no ministério do canto litúrgico. De fato, não foi uma primeira "apresentação", visto que a Celebração Eucarística não é um espetáculo. A ocasião foi a Santa Missa em que se uniram em matrimônio nossos irmãos Edilberto (vice-presidente da ARS) e sua noiva Eliséte, no último sábado, dia 11 de julho. A Missa começou por volta das 19h30 na Igreja de Nossa Senhora das Mercês, em Altos-PI, diocese de Campo Maior. Os membros que integraram a Schola Cantorum para esta ocasião foram: Ângelo, Antunes (2º Secretário), Jorge (seminarista e membro do Conselho da ARS), Luís Augusto (1º Secretário), Déborah e Larissa. O seminarista John, também membro do Conselho da ARS, ajudou no serviço ao altar. Os cantos da Liturgia foram:
Entrada: Deus in loco sancto suo Kyriale (Kyrie, Gloria, Sanctus, Agnus Dei, Ite Missa est & Deo gratias) de Angelis Alleluia VI Ofertório: In te speravi Aclamação da anamnese: M…

Motu Proprio Ecclesiae Unitatem

"MOTU PROPRIO" DE BENTO XVI "ECCLESIAE UNITATEM"
Sobre a Comissão Pontifícia "Ecclesia Dei"
CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 8 de julho de 2009 (ZENIT.org).- Publicamos a carta apostólica de Bento XVI, em forma de “motu proprio”, "Ecclesiae unitatem", sobre a Comissão Pontifícia "Ecclesia Dei".
* * *
MOTU PROPRIO DATAE BENEDICTUS PP. XVI
1. A tarefa de custodiar a unidade da Igreja, com a solicitude de oferecer a todos a ajuda para responder de forma oportuna a esta vocação da graça divina, corresponde em particular ao Sucessor do Apóstolo Pedro, que é perpétuo e visível fundamento da unidade seja dos bispos ou dos fiéis. A prioridade suprema e fundamental da Igreja em todos os tempos, de levar os homens até o encontro com Deus, deve favorecer-se mediante o compromisso de alcançar o testemunho comum de fé de todos os cristãos. 2. Em fidelidade a esse mandato, depois do ato com o qual o arcebispo Marcel Lefebvre, a 30 de junho de 1988, confer…

Dois anos de Summorum Pontificum

Imagem
PAX et BONVM!
Embora já passe uma hora do fim do dia 7/7/9, finalmente posto algo sobre este segundo aniversário do Motu Proprio Summorum Pontificum, do papa Bento XVI, sobre o uso da liturgia romana anterior às reformas pós-conciliares. Rendemos graças a Deus por este documento, pelo qual muito já se enriqueceu a vida litúrgica de muitas paróquias e comunidades religiosas pelo mundo afora. Infelizmente não faltaram (e não faltam) posições preconceituosas e cheias de temores infundados, como já advertera o Santo Padre na carta aos bispos que acompanhava o documento.
Nesta ocasião recordamos também a publicação da mais nova encíclica do Santo Padre - CARITAS IN VERITATE, sobre o desenvolvimento humano integral na caridade e na verdade.
Ainda no contexto do Summorum Pontificum, segue uma notícia interessante sobre o novo apostolado litúrgico dos monges beneditinos de Núrsia (responsáveis pelo próprio Santuário de São Bento):
O dia 7 de julho de 2009 marca o segundo aniversário do Motu Propri…