Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Casula romana roxa no sul de Teresina

Imagem
Pax et bonum!

Adquirimos fotos de uma Missa celebrada com crianças ontem (25/03) na Igreja Matriz da Paróquia São João Evangelista, no Conjunto Parque Piauí, onde o celebrante, Fr. Francisco Heleno Moreira de Oliveira, OFM (mais conhecido apenas como Frei Heleno) utilizou uma casula romana roxa que portava consigo. Tinha-a levado apenas para mostrá-la (junto com a estola) a um conhecido, mas cedeu ao instante pedido de algumas crianças.
De acordo com o site da Província Franciscana Nossa Senhora da Assunção, Fr. Heleno é professor de teologia dogmática e pastoral no ICESPI (Instituto Católico de Estudos Superiores do Piauí), mestre dos estudantes franciscanos, moderador do serviço da Formação Permanente de sua Província e vigário paroquial. É também autor do livro "A Eclesialidade das CEB’s no Ensinamento do Concilio Vaticano II e do CELAM".

( Fr. Heleno autografando seu livro no dia do lançamento)



















Por Luís Augusto - membro da ARS

Alocução do Papa Pio XII por ocasião da conclusão do Congresso Internacional de Pastoral Litúrgica de 1956

Pax et bonum!

Com alegria, nesta Solenidade da Anunciação do Senhor, publico minha mais recente tradução: a Alocução ou Discurso de Pio XII por ocasião da conclusão do Congresso Internacional de Liturgia Pastoral que aconteceu em Assis, na Itália, em 1956.

Caso a leitura pelo texto incorporado abaixo não esteja boa, visite o texto no Gloria.TV aqui: http://gloria.tv/?media=140521



Por Luís Augusto - membro da ARS

Chegaram os paramentos encomendados pela ARS

Imagem
Pax et bonum!

Quanta alegria senti ontem, chegando do trabalho, ao deparar-me finalmente, em meu quarto, com um pacote vindo de Bom Jesus do Itabapoana-RJ, onde residem as Irmãs do Instituto do Imaculado Coração de Maria e São Miguel Arcanjo, pertencente à Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney: era o jogo de paramentos romanos que a ARS adquiriu.
Os membros da ARS reuniram um valor e encomendaram um jogo de paramentos romanos na cor branca. Sendo um bem da ARS, decidiremos ainda a ocasião mais propícia para seu uso, sendo que o fim principal será a Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano, que ainda iremos ter.
Aproveito para manifestar minha satisfação pessoal com o trabalho das Irmãs do Instituto. Recomendamos a compra de paramentos fabricados por elas.
Seguem algumas fotos, que não estão tão boas porque foram tiradas ontem à noite. Clicando nas mesmas é possível vê-las ampliadas.
Nosso querido remetente Ainda no plástico, sobre um papelão Detalhe do chamado "…

"A Quaresma"

Origem da palavra

A palavra teutônica “Lent” (usada nos países de língua inglesa), que se emprega para denotar os quarenta dias de jejum que precedem a Páscoa, originalmente significava nada mais que a primavera. Tem sido usada desde o período Anglo-Saxão para traduzir o termo latino quadragesima (no francês carême, no italiano quaresima, no espanhol cuaresma, no português quaresma), significando “quarenta dias” ou, mais literalmente, o “quadragésimo dia”. Isto, por sua vez, imitou o nome grego para a Quaresma, tessarakoste (quadragésimo), formado pela analogia com Pentecostes (pentekoste), palavra que anteriormente era usada para o festival judeu antes dos tempos do Novo Testamento. Esta etimologia, como veremos, é de pouca importância para explicar o desenvolvimento primitivo do jejum pascal.
Origem do costume

Alguns dos Padres por volta do séc. V apoiaram o pensamento de que este jejum de quarenta dia fosse de instituição Apostólica. São Leão (+461), por exemplo, exorta os que o ouvia…

Cantando a Quaresma - Canto Gregoriano - Missas XVII e XVIII

Pax et bonum!

Na Quaresma, os livros de canto gregoriano nos oferecem duas Missas: a XVII (In Dominicis Adventus et Quadragesimæ) e a XVIII (In feriis Adventus et Quadragesimæ), para serem respectivamente empregadas nos Domingos do Advento e da Quaresma e nos dias de semana dos mesmos tempos.
As páginas, cujos links seguem abaixo, pertencem à Corpus Christi Watershed, já conhecida no contexto musical da Reforma da Reforma, por fornecer muito material de canto gregoriano (áudios e partituras). Recomendo a audição desses cantos para se compreender que abismo de diferença existe entre os cantos oficiais da Igreja e os cantos que são propostos em nossas paróquias. Eis uma boa reflexão.
Missa XVII
Missa XVIII

Por Luís Augusto - membro da ARS

"O Jejum Quaresmal", por D. Henrique Soares da Costa, bispo auxiliar de Aracaju-SE

Imagem
Uma das características do tempo da quaresma, é a penitência, sobretudo no comer e no beber. Tal penitência pode consistir numa simples abstinência, que é renúncia a algum alimento, ou pode chegar ao jejum, que consiste no privar-se das refeições de modo total ou parcial. É muito importante a prática de tal forma de penitência. Aliás, eram o jejum e a abstinência que, na Igreja Antiga, davam uma fisionomia própria ao tempo quaresmal.
Mas, por que jejuar? Por que se abster de alimentos? É necessário compreender o sentido profundo que o cristianismo dá a essas práticas, para não ficarmos numa atitude superficial, às vezes até folclórica ou, por ignorância pura e simples, desprezarmos algo tão belo e precioso no caminho espiritual do cristão.
O jejum e a abstinência têm quatro sentidos muito específicos e claros:
(1) O jejum nos ensina que somos radicalmente dependentes de Deus. Na Escritura, a palavra nephesh significa, ao mesmo tempo, vida e garganta. A idéia que isso exprime é que nossa …

"Como se há de resistir às tentações", da Imitação de Cristo

Imagem
(Chegou o tempo de guardar o volume da primeira parte do Tempo Comum, da Liturgia das Horas, e tomar nas mãos o volume para Quaresma e Páscoa. Chegou o tempo de guardar as flores, de cessar o Glória e o Aleluia, de usar os instrumentos musicais apenas para sustentar o canto. Isto para os que não estão vivendo este tempo de conversão desde a Setuagésima, há três domingos atrás. Chegou o tempo de mais nos abeirarmos da Palavra de Deus, de fazermos mais penitência, de meditarmos muito mais sobre a gravidade do imenso dom de nosso Batismo. Para bem estimular nossas almas para esta Quaresma, escolhi um texto do Bem-aventurado Thomas de Kempis, na belíssima obra Imitação de Cristo. Boa leitura a todos.)
Como se há de resistir às tentações 1. Enquanto vivemos neste mundo, não podemos estar sem trabalhos e tentações. Por isso lemos no livro de Jó (7,1): É um combate a vida do homem sobre a terra. Cada qual, pois, deve estar acautelado contra as tentações, mediante a vigilância e a oração, para …

Liturgia Horarum in Cantu Gregoriano

Imagem
Pax et bonum!

Encontrei, há não muitos minutos, um ótimo site contendo arquivos PDF para cada Domingo do Ano Litúrgico da Liturgia das Horas (Forma Ordinária, trazendo I e II Vésperas, Laudes e Completas). O grande feito é que os textos estão em latim e musicados, trazendo as partituras em notação gregoriana. Ótimo para grupos e comunidades que, já tendo uma noção básica de notação gregoriana, desejam rezar o Ofício Divino cantando.
O responsável pelo site é um fiel leigo de 34 anos chamado Steven Van Roode, que organiza livretos com notação gregoriana através do Gregorio.
Para acessar, clique na imagem:

Na zona norte de Teresina, uma boa iniciativa quanto à Liturgia das Horas

Pax et bonum!
Há pouco mais de um mês, um pequeno grupo de fiéis vem se reunindo na Matriz da Paróquia Santa Joana d'Arc, no bairro Mocambinho I, na zona norte de Teresina, para rezar as I Vésperas dominicais. Louvamos a iniciativa e só desejamos que ela se aprofunde sempre mais na tradição litúrgica e dê muitos frutos de santidade naquela paróquia e em nossa Arquidiocese. Segue um texto/relato de Bruno Costa (um dos dirigentes):
Como começou - Alguns fiéis da paróquia já recitavam em privado o Ofício Divino. Esporadicamente, o pároco havia se reunido, ora com os seminaristas que aqui faziam pastoral, ora com os coroinhas, para a recitação de algumas das Horas. Em encontros vocacionais o pároco recitava também algumas das Horas com o participantes; - No entanto, no final do ano passado, o Revmo. Pe. Raimundo Neto (na época Administrador Paroquial no Mocambinho e hoje administrador da Área Pastoral N. Sra. de Fátima - Conj. Santa Fé), diretor espiritual do grupo ORE (Orando em Resgate da…

JUBILATE DEO - o repertório mínimo de Canto Gregoriano

Imagem
Pax et bonum!

Aproveitando a última postagem, sobre o futuro Encontro Arquidiocesano sobre o Canto Gregoriano, a ARS tem o prazer de apresentar uma versão do Jubilate Deo, o repertório mínimo de Canto Gregoriano indicado pela Santa Sé. No livreto vai a Carta Voluntati Obsequens, da Sagrada Congregação para o Culto Divino e o prefácio. Nele constam cantos de partes do Ordinário da Missa, bem como cantos variados (eucarísticos, marianos e outros). Recomendamos a todos a difusão deste presente que o Papa Paulo VI ofereceu aos bispos há quase 37 anos. Se os homens do passado ignoraram o lugar devido ao Canto Gregoriano, não sejamos nós continuadores de tal negligência. O livreto Jubilate Deo - Repertório mínimo de Canto Gregoriano, está em tamanho A5, ou seja, metade de uma folha A4. Tendo 52 páginas, pode ser impresso em 13 folhas A4. Não o pus incorporado a esta postagem para não deixar lento o carregamento da página do blog. Qualquer erro ou problema poderá ser reportado via email. Seja mais…