Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Card. Arinze sobre dança e música na Liturgia - VÍDEO

Pax et bonum!

Acabei de encontrar um ótimo vídeo contendo parte de um "Perguntas e Respostas" com o Cardeal Arinze, prefeito emérito da Sagrada Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos. O programa, presumo, é de setembro de 2009, filmado em Familyland, Bloomingdale, Ohio, nos Estados Unidos. As palavras são claríssimas e aquele que fala tem autoridade suficiente.
Só para citar: "No que diz respeito à América do Norte e à Europa [e certamente a América do Sul, dada a grande semelhança entre nossas culturas] pensamos que a dança não deveria estar presente na Liturgia de maneira alguma. E as pessoas que estão discutindo a dança litúrgica deveriam usar o seu tempo rezando o Rosário. Ou eles deveriam usar o seu tempo lendo um dos documentos do Papa sobre a Sagrada Eucaristia. Nós já temos problemas suficientes. Por que banalizar mais? Por que dessacralizar mais? Já não temos confusão suficiente?"
Recomendo que assistam:

Obras sobre a Orientação Litúrgica e a Reforma Litúrgica em geral

Imagem
Pax et bonum!

Há alguns anos traduzi algumas obras que, espero, já tenham ajudado várias pessoas a compreender o sentido da Sagrada Liturgia e, sobretudo, a questão da orientação litúrgica (Versus Deum, Ad orientem).
As obras já foram enviadas para muitas pessoas e publicadas em algumas páginas. Teria interesse em que chegassem a sacerdotes.
Bem, a fonte oficial será, pois, esta página, apontando para o Gloria.tv.
Seguem as obras:
A Missa de frente para Deus Jean Fournée

Voltados para o Senhor Mons. Klaus Gamber

A Reforma da Liturgia Romana Mons. Klaus Gamber

A próxima publicação será "Liturgia - princípios fundamentais", tradução de "Liturgie - ses principes fondamentaux", de Dom Gaspar Lefebvre. Esta tradução tem andado devagar por ser a minha primeira do francês e por eu estar com o tempo menor. Além disso, a obra é maior que as outras. Agradeço a Deus pela oportunidade de colaborar com o "Novo Movimento Litúrgico".
Por Luís Augusto - membro da ARS

A Missa católica do ex-bispo Anglicano

Pax et bonum!
Gostaria apenas de enumerar alguns detalhes interessantes da primeira Missa (domingo passado, 16/01/11) do Pe. Andrew Burnham (ordenado no sábado, 15/01/11). Este sacerdote foi bispo da Igreja da Inglaterra (Church of England, Igreja Anglicana) e foi recebido na Igreja Católica no dia 1º deste mês.
- A estrutura da Missa foi semelhante a de uma Missa Cantata (sem diáconos, mas com as procissões e o uso do incenso); - A Missa foi celebrada "ad Orientem versus populum", com o "arranjo beneditino". De fato, isto talvez não tenha sido noticiado mas o Oxford Oratory está com a abside para o ocidente (o mesmo caso de algumas basílicas de Roma, como a de São Pedro no Vaticano); - O celebrante vestiu casula romana; - Houve a ajuda de um presbítero assistente (costume da Forma Extraordinária), de veste coral (batina e sobrepeliz) e pluvial; - As leituras foram feitas do lado direito do templo e o Evangelho do lado esquerdo ("Lado da Epístola" e "Lado …

Retiro do Clero Arquidiocesano

Imagem
Pax et bonum!


O clero da Arquidiocese de Teresina está reunido durante este período de 17 (ontem) a 21 (sexta-feira), no Seminário Interdiocesano Sagrado Coração de Jesus, para o seu Retiro anual. O Retiro está sendo orientado por Dom Bruno Gamberini, Arcebispo de Campinas. Dom Bruno Gamberini
Peçamos ao bom Deus que este seja um momento frutuoso para todos os que estão lá.
Ajudai-os, com a vossa poderosa intercessão,  a não esmorecer nesta sublime vocação,  nem ceder aos próprios egoísmos,  às lisonjas do mundo e às sugestões do Maligno.
(Adaptação de trecho do Ato de Confiança e Consagração dos Sacerdotes ao Imaculado Coração de Maria, Papa Bento XVI)

Sobre a saudação Dominus vobiscum (O Senhor esteja convosco) e sua resposta

Imagem
Pax et bonum!
Achei por bem procurar algum material acerca de umas das mais usadas saudações litúrgicas e sua resposta: Dominus vobiscum ("O Senhor esteja convosco") / Et cum spiritu tuo ("E com o teu espírito"). Acredito que será de grande proveito para nós, brasileiros, já que a nossa tradução em vigor ("Ele está no meio de nós") é insuficiente no sentido, deixando-nos alheios às origens e significados da saudação e sua resposta. Os três primeiros textos estão no contexto da Forma Extraordinária do Rito Romano (para alguns detalhes). Acompanhando o texto estão fotos de São Padre Pio, com as manchas de sangue ao redor dos estigmas, voltado para o povo exatamente para dizer, na Missa, "Dominus vobiscum".




Dom Fernand Cabrol, OSB

Na Liturgia, o papel do Dominus vobiscum e de sua resposta Et cum spiritu tuo é talvez de maior importância que a do Alleluia. É, de certa forma, uma tradução da palavra hebraica Emmanuel, que significa Nobiscum Deus (Deus con…

Ordo 2011 da Administração Apostólica disponível

Pax et bonum!

Foi disponibilizado no site da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney o Ordo 2011.
Ordo Divini Oficii recitandi Sacrique peragendi ("Organização da Recitação do Ofício Divino e do cumprimento das coisas Sagradas", nome completo do Ordo) é uma espécie de, nos termos atuais, "Diretório da Liturgia e da organização da Igreja". No Brasil é um guia essencial para a vida litúrgica das comunidades e paróquias que já têm a Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano.
Agradeço ao Seminarista Jorge Luís, que foi conselheiro da ARS antes de entrar no Seminário da Administração Apostólica, por informar acerca da disponibilização do Ordo 2011.
Visite a página de download.

Por Luís Augusto - membro da ARS

Ordenados presbíteros os três ex-bispos anglicanos

Imagem
Pax et bonum!

Damos graças a Deus pela resolução destes homens, que deixaram a igreja anglicana para entrar em plena comunhão com a Igreja Católica. Ontem (15/01/2010), na Catedral de Westminster, deu-se a Ordenação Presbiteral dos três diáconos, pelas mãos de Dom Vincent Nichols, arcebispo de Londres. Assim se dá início concreto ao Ordinariato Pessoal de Nossa Senhora de Walsingham, de acordo com as disposições da Constituição Apostólica Anglicanorum Cœtibus. O Ordinário apontado pelo Santo Padre é o Pe. Keith Newton e o Ordinariato foi colocado sob o patrocínio do Bem-aventurado Cardeal Newman. Mais informações e fotos, além do vídeo da ladainha, no The New Liturgical Movement e no Salvem a Liturgia (1, 2, 3, 4, 5 e 6)!
Deus abençoe os neo-sacerdotes: Pe. Keith Newton, Pe. Andrew Burnham e Pe. John Broadhurst  (da esquerda para a direita)
Por Luís Augusto - membro da ARS

Orações litúrgicas para pedir bom tempo

Imagem
Gostaríamos de mencionar a grande catástrofe natural dos últimos dias na região serrana do Rio de Janeiro, bem como a contínua destruição causada e as novas vítimas.
Até o momento desta postagem, algumas fontes já noticiam mais de 540 mortes. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo.
Convidamos os sacerdotes do Rio de Janeiro e de São Paulo (bem como de outros estados, rezando por estes) a celebrarem o Santo Sacrifício e rezarem a Oração do Dia ad postulandam aeris serenitatem ("para pedir bom tempo"), dentre as Missas para diversas circunstâncias ou necessidades, lembrando que pode ser livremente rezada nos dias de semana do Tempo Comum, ou a Missa Ad postulandam serenitatem das Orationes diversæ, do Missal de 1962.

Assim se reza na Forma Ordinária:


Collecta

Omnípotens sempitérne Deus, qui nos et castigándo sanas et ignoscéndo consérvas, præsta supplícibus tuis, ut optáta áeris serenitáte lætémur, et pietátis tuæ donis ad glóriam nóminis tui salu…

2 anos de Associação Redemptionis Sacramentum

Pax et bonum!

Hoje, 14 de janeiro, é o 2º aniversário da 1ª Reunião da ARS. No próximo dia 17 (segunda-feira) comemoramos o aniversário de "batismo" do nosso querido grupo - o dia em que, por votação, foi escolhido o nome Associação Redemptionis Sacramentum (conveniente nome que tenciona guiar nossa atividade, tão interessada nas coisas "que se devem observar e evitar acerca da Santíssima Eucaristia". Em nome dos demais, tenho algumas "palavras" sobre estes 2 anos:

1 - Spera in Deo, quoniam adhuc confitebor illi
2 - Ne respicias peccata mea
3 - Deo gratias

"Anima mea, spera in Deo, quoniam adhuc confitebor illi"
(Ó minh'alma, espera em Deus, porque ainda o louvarei)

Primeiramente, esperança. Continuamente somos tentados ao desânimo, por vermos as coisas andando a passos lentos ou, pior, sem andar, estagnadas. Acreditamos, porém, que muito das ideologias vigentes se dissipará com o erguer-se de uma geração (de ovelhas e pastores) que vem crescend…

Ordenados diáconos os três ex-bispos anglicanos

Imagem
Pax et bonum!

Os três ex-bispos anglicanos, que no dia 1º foram recebidos na Igreja Católica, foram ordenados diáconos ontem (13/01) e serão ordenados presbíteros. Mais detalhes podem ser vistos no Salvem a Liturgia.
Algumas fotos:





Por Luís Augusto - membro da ARS

"Misericordias Domini"

Pax et bonum!

Baixei o vídeo da Missa da Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, no Vaticano, e achei muito belo o canto de ofertório. Depois de umas buscas reuni algumas informações e consegui um vídeo.
A letra está em latim, o canto é originalmente a quatro vozes e a melodia é bem simples.

Título: Misericordias Domini
Missa de Misericordia Domini
Autor: Henryk Jan Botor

Letra:

MISERICORDIAS DOMINI

R. Misericordias Domini in æterno cantabo.
1. Confitemini Domino quoniam bonus
quoniam in æternum misericordia ejus. R.
2. Qui fecit mirabilia magna solus
quoniam in æternum misericordia ejus. R.
3. Quia in humilitate nostra memor fuit nostri
quoniam in æternum misericordia ejus. R.
4. Confitemini Domino dominorum
quoniam in æternum misericordia ejus. R.
5. Gloria Patri et Filio et Spiritui Sancto.
Sicut erat in principio et nunc et semper
et in sæcula sæculorum.
Amen. R.


E para os coros já bons de partitura, o bom blog lusitano O Canto na Liturgia postou a partitura completa existente no Sc…

Mais sobre estola cruzada, véu do cálice e versus Deum no Vaticano

Imagem
Pax et bonum!

Ainda sobre o uso das casulas romanas (até aqui normal, embora incomum nas concelebrações papais) na Missa da Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus (01/01), no Vaticano, temos as seguintes observações: Após a Missa, o Santo Padre e os concelebrantes (no interessante número reduzido de 5)
1. A do Santo Padre realmente pertenceu a Paulo VI e foi usada na Epifania de 2009;
Epifania do Senhor em 2009
2. As casulas dos concelebrantes também datam da década de 60 e, segundo um comentário no The New Liturgical Movement, foram feitas para os cardeais no tempo do Concílio Vaticano II, que na Missa Papal se paramentavam de acordo com seu grau de ordem no cardinalato (cardeal diácono, presbítero ou bispo). Isto se percebe pelo brasão de Paulo VI nos paramentos;
Concelebrantes durante a procissão de entrada
3. O uso da estola cruzada pode ter sido feito, segundo alguns:
3.1. Por estética, sendo visível a estola pela frente, na cavidade do pescoço até o peito, aproximadamente;
3.2. Por uma…

Bispos com casula romana e estola cruzada na Missa Papal do dia 1º!

Imagem
Em concelebração com Bento XVI,bispos paramentados com casula romana

O Santo Padre Bento XVI incensa o altar acompanhado por mons. Marini e pelos diáconos enquanto os cardeais-diáconos aguardam
Não que a casula romana esteja intimamente ligada ao tradicionalismo litúrgico. Ela é, de certa forma, recente, ciente que os paramentos sofreram redução dimensional depois do século XII. Contudo, com a má interpretação da reforma litúrgica ordenada pelo Concílio Vaticano II, os paramentos antigos sofreram preconceitos e foram quase que banidos das sacristias, a ponto de serem até danificados, apesar de nunca terem sido abolidos (conforme o n. 119 da Instrução Geral do Missal Romano). Os que usam apenas casulas góticas não percebem que portam paramentos mais antigos. De qualquer modo, quando vemos uma casula romana, logo lembramos da missa que era oficiada antes de 1962 em quase todos os altares do mundo, exclusive aqueles em igrejas pertecentes a outro rito.


Os últimos cardeais
são os que receberam …

O Véu do Cálice

Imagem
Pax et bonum!


Aproveitando as últimas postagens que falavam do véu do cálice, percebi a necessidade de conhecê-lo melhor a fim de bem o recomendar. É fato que alguns fiéis podem mesmo nunca ter ouvido falar dele. Reuni algum material e espero que seja de utilidade aos caríssimos leitores.
Véu de brocatel (séc. XVI) Museu Lázaro, Fundación Lázaro Galdiano, Espanha
A origem do véu do cálice, que atualmente é usado de modo geral nos ritos latinos da cristandade ocidental, para cobrir o cálice do início da Missa até o Ofertório e novamente depois das abluções, é obscuro. Desenvolveu-se na idade média tardia (entre os séc. XIV e V) de uma ou outra de três possíveis origens. Deve derivar simplesmente de uma coberta (sacculum ou lintheum), no qual o cálice e a patena eram levados ao altar para a Missa Rezada. Ou deve derivar do véu humeral, com o qual o subdiácono ou algum outro ministro levava o cálice para o altar na Missa Solene. Outra origem sugerida é que, assim como a pala, o véu do cálic…

O véu, o cálice e a dignidade do homem

Imagem
Assim como os vasos sagrados na Missa, fomos feitos para receber Cristo
Por Pe. Jerry Pokorsky

De acordo com a legislação litúrgica da Igreja, o cálice usado na Missa deveria estar coberto com um véu. A Instrução Geral sobre o Missal Romano [IGMR 80c, 2ª edição típica] afirma: “O cálice esteja coberto com um véu, que sempre pode ser da cor branca”. Como a maioria das vestes litúrgicas, o véu do cálice é uma misteriosa peça. Podemos até ser tentados a rechaçá-lo como mera decoração, mas o cálice e o véu não têm apenas uma função durante a celebração da Missa, eles também nos recordam uma dignidade que está normalmente velada. Um véu é usado para cobrir o cálice quando este é carregado para o altar e trazido dele durante a celebração da Missa. É normalmente da mesma cor dos paramentos. Como peça litúrgica, foi provavelmente introduzido na Idade Média, e deve ter tido uma origem funcional, provavelmente se desenvolveu de um sacculum ou pequena bolsa ou sacola para carregar os vasos sagrado…