Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Um encontro arquidiocesano sobre o Canto Gregoriano!

Pax et bonum!

No último dia 26 (sábado), parte do Setor de Liturgia da Arquidiocese de Teresina se reuniu para organizar o básico do calendário anual.
Dentre as atividades, uma proposta minha foi aceita: um encontro arquidiocesano apenas sobre o Canto Gregoriano.
Quanto ao conteúdo, aos responsáveis e outras coisas, tudo isso será visto ao longo do ano. A data proposta (e que poderá ser alterada) é 19 e 20 de novembro (sábado e domingo).
Eu procurarei contato, junto com outros membros do sub-setor de música sacra, com grupos, dioceses ou congregações/ordens religiosas acostumadas a encontros similares para melhor o organizarmos.
Um dos momentos propostos é um repasse do repertório "Jubilate Deo", dado pela Santa Sé como repertório básico que se deveria conhecer nas paróquias.
Peço orações a todos a fim de que o encontro aconteça. Que tudo seja zelosamente preparado e que se possa dar bons frutos para a renovação litúrgica de nossa Arquidiocese.

Por Luís Augusto - membro da AR…

A Cátedra de São Pedro (22/02 - atrasado)

Imagem
Neste artigo serão tratados: A Festa anual da Cátedra de Pedro (Cathedra Petri) em Roma A própria Cátedra A Festa anual da Cathedra Petri em Roma
Desde os primeiros tempos a Igreja em Roma celebrava no dia 18 de janeiro a memória do dia em que o Apóstolo celebrou pela primeira vez com os fiéis da Cidade Eterna. De acordo com Duchesne e de Rossi, o “Martyrologium Hieronymianum” (manuscrito de Weissenburg) diz o seguinte: “XV KL. FEBO. Dedicatio cathedræ sci petri apostoli qua primo Rome petrus apostolus sedit” (15º dia antes das Calendas de Fevereiro, a dedicação da Cátedra de São Pedro Apóstolo, na qual Pedro Apóstolo sentou por primeiro em Roma). O manuscrito de Epternac (Codex Epternacensis) da mesma obra, diz brevemente: “cath. petri in roma” (a cátedra de Pedro em Roma). Na sua forma presente (séc. IX) o “Martyrologium Hieronymianum” apresenta uma segunda festa da Cátedra de São Pedro em 22 de fevereiro, mas todos os manuscritos atribuem-na a Antioquia, não a Roma. Assim, o manuscri…

A Teologia da Liturgia, por Card. Ratzinger - Parte IV (final e PDF)

Pax et bonum!

Quarta e última parte da conferência sobre Teologia Litúrgica, dada pelo CardealJoseph Ratzinger nas famosasJournees Liturgiques de Fontgombault, na França, em 2001. 

***

6. O sacrifício espiritual

Finalmente, gostaria de apontar muito brevemente um terceiro caminho no qual a passagem do culto de substituição, aquele da imolação de animais, para o verdadeiro sacrifício, a comunhão com a oferta de Cristo, torna-se progressivamente mais clara. Entre os profetas antes do exílio, houve uma crítica extraordinariamente severa ao culto do templo, que Estêvão, para o horror dos doutores e sacerdotes do templo, resume em seu grande discurso, com algumas citações, notadamente este versículo de Amós: “Porventura, casa de Israel, vós me oferecestes vítimas e sacrifícios por quarenta anos no deserto? Aceitastes a tenda de Moloc e a estrela do vosso deus Renfão, figuras que vós fizestes para adorá-las!” (Am 5,25ss, At 7,42). Esta crítica que os profetas fizeram forneceu o fundamento espir…

A Teologia da Liturgia, por Card. Ratzinger - Parte III

Terceira parte da conferência sobre Teologia Litúrgica, dada pelo CardealJoseph Ratzinger nas famosasJournees Liturgiques de Fontgombault, na França, em 2001. 


***

4. Amor, o coração do sacrifício

A primeira etapa deverá ser uma questão preliminar sobre o significado essencial da palavra “sacrifício”. As pessoas comumente consideram sacrifício como a destruição de algo precioso aos olhos do homem; destruindo isto o homem deseja consagrar esta realidade a Deus, para reconhecer sua soberania. Na verdade, porém, uma destruição não honra a Deus. A imolação de animais ou do que quer que seja não pode honrar a Deus. “Se tivesse fome, não precisava dizer-te, porque minha é a terra e tudo o que ela contém. Porventura preciso comer carne de touros, ou beber sangue de cabrito?... Oferece, antes, a Deus um sacrifício de louvor e cumpre teus votos para com o Altíssimo”, diz Deus a Israel no Salmo 50(49),12-14. Em que, então, consiste o sacrifício? Não na destruição, nem nisso ou naquilo, mas na tran…

Apelo internacional em defesa do Motu Proprio Summorum Pontificum

Pax et bonum!

Nas últimas semanas surgiram rumores sobre um novo documento relacionado ao Motu Proprio Summorum Pontificum e sua aplicação. Boatos aqui, histórias desmentidas ali... Mas o número de fontes citando um possível novo documento que pode ser um pouco restritivo, ou assim compreendido, é tal que foi lançado um blog com uma petição internacional ao Santo Padre. Há uma postagem no New Liturgical Movement a respeito. Eu assinei e recomendo a todos os que desejam o bem da Liturgia.
Assine aqui: http://www.motuproprioappeal.com/p/polska.html Após assinar surge uma página para contribuição. Esta pode ser fechada, pois a assinatura já terá sido feita ao clicar no botão SIGN IN no fim da página do link acima.
Por Luís Augusto - membro da ARS

A Teologia da Liturgia, por Card. Ratzinger - Parte II

Pax et bonum!

Segue a segunda parte da conferência sobre Teologia Litúrgica, dada pelo CardealJoseph Ratzinger nas famosasJournees Liturgiques de Fontgombault, na França, em 2001. O texto será disponibilizado, dentro de alguns dias, em PDF e na íntegra, após a postagem com a última parte.
***

2. Os princípios da pesquisa teológica

Voltemos para a questão fundamental: é correto descrever a liturgia como um sacrifício divino, ou isto se trata de uma impiedade detestável? Nesta discussão, deve-se primeiramente estabelecer os pressupostos principais que, em todo caso, determinam a leitura da Escritura, e assim as conclusões que se tiram dela. Para o cristão católico, duas linhas de orientação hermenêutica essenciais se afirmam aqui. A primeira: confiamos nas Escrituras e nela nos baseamos, não em reconstruções hipotéticas que vão além dela e, de acordo com o seu próprio gosto, refazem uma história em que a ideia presunçosa do nosso saber o que pode ou não ser atribuído a Jesus tem um papel fu…

Capítulo VIII traduzido (Liturgia - princípios fundamentais)

Pax et bonum!

Finalmente concluí mais um capítulo da obra de Dom Gaspar Lefebvre. Confesso que, por um motivo ou outro, dei pouco tempo para este capítulo. O VII foi concluído no dia 13/12/10. Passaram-se mais de dois meses.
Mais dois capítulos e terei traduzido metade da obra.
Ah, gostaria de refazer um apelo: gostaria que algum fiel católico que fosse bom no francês entrasse em contato comigo (através do email da ARS - ars.the@gmail.com) para ajudar-me na revisão e em algumas dúvidas.

Título:

VIII - OS SACRAMENTOS
Os Sacramentos conferem a graça divina significando-a através de fórmulas e ritos sensíveis
Os Sacramentos fazem parte do culto oficial da Igreja

Obs: não me parece haver muita organização dos tópicos. Penso que talvez seja necessário acrescentar alguns títulos para deixar mais claro o conteúdo de algumas partes.

Por Luís Augusto - membro da ARS

A Teologia da Liturgia, por Card. Ratzinger - Parte I

Pax et bonum!

Com muito prazer, depois de algumas semanas de trabalho, começarei a apresentar a minha tradução da conferência sobre Teologia Litúrgica dada pelo Cardeal Joseph Ratzinger nas famosas Journees Liturgiques de Fontgombault, na França, em 2001.
Este texto é muito citado hoje em dia. Acredito que valeria a pena traduzi-lo, colocá-lo à disposição dos fiéis de língua portuguesa. Acredito ser a primeira tradução integral do mesmo.
Como fontes utilizei uma versão em inglês e uma em francês:
http://www.oriensjournal.com/11librat.html
http://www.ratzinger.us/modules.php?name=News&file=article&sid=120
Postá-la-ei de modo seriado, para não colocar tudo numa postagem muito grande.
Desejo boa leitura!

***
A TEOLOGIA DA LITURGIA
Uma conferência de Sua Eminência Joseph Cardeal Ratzinger, Prefeito da Congregação para Doutrina da Fé, proferida durante as Journees liturgiques de Fontgombault, de 22 a 24 de julho de 2001.
O Concílio Vaticano II definiu a Liturgia como “obra de Cristo Sace…

Considerações sobre as formas do Rito Romano da Santa Missa

Imagem
Pax et bonum!

Lançado oficialmente no I Encontro Sacerdotal sobre o Motu Proprio Summorum Pontificum: um grande dom espiritual e litúrgico para toda Igreja, em Garanhuns-PE, de 17 a 19 de junho de 2010, a obra Considerações sobre as formas do Rito Romano da Santa Missa, de D. Fernando Arêas Rifan, da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, tem se mostrado um ótimo subsídio para "secundar o desejo do Santo Padre, o Papa Bento XVI, na sua Carta Apostólica Motu Proprio Summorum Pontificum, ou seja, a paz litúrgica, 'a reconciliação interna no seio da Igreja', no que diz respeito ao Rito Romano, através do mútuo entendimento, compreensão e respeito pelos ritos por ela aprovados". Na recente visita de férias de um dos conselheiros da ARS, o Seminarista Jorge Luís, que atualmente pertence à Administração Apostólica, a ARS foi presenteada com um exemplar desta obra do conhecido bispo. Com outro exemplar, o caríssimo irmão  Particularmente, terminei a "pri…

20/02/11 - Domingo da Setuagésima

Pax et bonum!

Este próximo Domingo, dia 20, será, para os fiéis que utilizam a Forma Extraordinária do Rito Romano, o Domingo da Setuagésima ou o início do Tempo da Setuagésima, que Pe. Reus chama também de Tempo Antequaresmal. Este termo também poderíamos usar para os três últimos Domingos do Tempo Comum antes da Quaresma, para considerar uma certa unidade entre as duas formas, embora na Forma Ordinária este período esteja despojado do caráter penitencial que reveste o Tempo da Setuagésima, existente há mais de 14 séculos. Para melhor se entender, recolhi informações de algumas boas fontes.

Catholic Encyclopedia
Mershman, Francis. "Septuagesima." The Catholic Encyclopedia. Vol. 13. New York: Robert Appleton Company, 1912. Disponível em: .

(Do latim setuagésima, 70ª).

Septuagesima é o nono Domingo antes da Páscoa e o terceiro antes da Quaresma, conhecido entre os Gregos como “Domingo do [Filho] Pródigo” por causa do Evangelho (Lc 15), que eles lêem neste dia, chamado também de Do…

20/02/11 - VIII Aniversário de Dedicação da Catedral da Arquidiocese de Teresina

Imagem
Pax et bonum!


Ut sint oculi tui aperti super domum hanc nocte ac die,  super locum, de quo dixisti: "Erit nomen meum ibi",  ut exaudias orationem, qua orat te servus tuus in loco isto, ut exaudias deprecationem servi tui et populi tui Israel, quodcumque oraverint in loco isto,  et exaudies in loco habitaculi tui in caelo et, cum exaudieris, propitius eris.

Teus olhos estejam abertos noite e dia sobre esta casa,  sobre o lugar do qual disseste: ‘Aqui estará o meu nome!’  Ouve a oração que o teu servo te faz neste lugar.  Ouve as súplicas de teu servo e de teu povo Israel, quando aqui orarem.  Escuta-os do alto da tua morada, no céu, escuta-os e perdoa! (1Rs 8,29-30)
Próximo Domingo, dia 20, a Arquidiocese de Teresina celebraria o VII Domingo do Tempo Comum, com todos os fiéis pelo mundo que seguem o Ano Litúrgico segundo a Forma Ordinária do Rito Romano. Todavia, celebraremos uma Festa muito peculiar: trata-se do VIII Aniversário de Dedicação da Catedral da Arquidiocese de Teresina - a I…