Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Celebra-se hoje o 80º aniversário da proclamação de Nossa Senhora Aparecida como Padroeira do Brasil

Imagem
APARECIDA, 31 Mai. 11 / 02:44 pm (ACI)
Há exatamente 80 anos, o Brasil aclamava a Virgem de Aparecida como sua Padroeira, recordou hoje o Portal A12 do Santuário Nacional. O decreto que proclamava a Virgem de Aparecida como padoreira da nação foi assinado pelo papa Pio X no dia 16 de julho de 1929 e a proclamação oficial se deu no Rio de Janeiro, então Capital Federal, no dia 31 de maio de 1931.
A nota de hoje, 31, do Portal A12 conta que logo após a realização do Congresso Mariano de 1929, por empenho do então arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Sebastião Leme, e do reitor do Santuário na época, padre Antão Jorge Hechenblaickner, os bispos presentes no Congresso pediram e obtiveram do Papa Pio X, a graça de Nossa Senhora Aparecida ser declarada Padroeira do Brasil.
O Missionário Redentorista, padre Júlio Brustoloni descreve em seu livro ‘História de Nossa Senhora Aparecida: A Imagem, o Santuário e as Romarias’ que naquele ano, a Imagem foi conduzida, saindo de Aparecida no dia 30 de maio p…

"Como coisa" ou "como filho"?

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Hoje, Festa da Visitação de Nossa Senhora, desejei postar algo que tirasse uma dúvida comum de várias pessoas. Na oração conhecida como "Consagração a Nossa Senhora", quando se utiliza uma versão cantada, muito se questiona se o correto é "como coisa e propriedade vossa" ou "como filho e propriedade vossa". Eu tinha esta dúvida, bem como encontrei a resposta já há vários anos. Vejamos do que se trata. O texto da oração, sem ser a letra cantada, é o seguinte:
Ó, minha Senhora e minha Mãe, eu me ofereço todo a vós, e em prova da minha devoção para convosco, vos consagro neste dia, meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração e todo o meu ser; e porque sou vosso, ó incomparável mãe, guardai-me e defendei-me como coisa e propriedade vossa. (http://www.oracoes.info/OracoesVirgemMaria018.html)
Obviamente outras versões com "como filho" poderão ser encontradas. E então, como saber qual é a expressão correta? Ora, nada melhor que pro…

Bento XVI ganha uma Tiara (triregnum) em nome da unidade dos cristãos!

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Vários sites e blogs já estão noticiando que o Santo Padre, o papa Bento XVI, ganhou uma Tiara. Para as gerações mais recentes e não habituadas aos usos, costumes, vestes, formas, etc anteriores ao Beato João Paulo II, a Tiara pode ser uma desconhecida. Trata-se de uma coroa tripla que o papa usava em determinadas ocasiões. Uma explicação mais profunda fica para uma próxima postagem, com a tradução do artigo da Catholic Encyclopedia.
Quem foi o doador de presente tão significativo?Dieter Philippi. Quem é ele? Um negociante ou empresário católico alemão que tem grande devoção pelo papa e pela unidade dos cristãos, e um grande interesse em chapéus e adereços clericais, eclesiásticos e religiosos para a cabeça (meio incomum, não?). Onde foi feita a Tiara? Em Sofia, na Bulgária. Quem fez? Um ateliê de cristãos ortodoxos de paramentos e objetos litúrgicos - o Liturgix! Quando e como foi a entrega? Hoje (25/04), na Audiência Geral, uma pequena delegação de católicos romanos e…

Procura-se um "Pequeno Ritual Romano"

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Estamos preparando por aqui um Batismo que será celebrado na Forma Extraordinária. Por causa de algumas dúvidas, encaminhei um email ao Pe. Claudiomar Silva Souza, pároco da Paróquia Principal da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, em Campos dos Goytcazes-RJ. Ele é o sacerdote celebrante no DVD da referida Administração, sobre a Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano. Segue parte de sua resposta: Existem duas versões oficiais em português do rito do batismo na forma extraordinária: uma foi publicada em 1958 e outra em 1965.
A partir de 1958 foi permitido que parte do rito do batismo fosse feita em português (é o que geralmente fazemos aqui na Adm. Apostólica) e a partir de 1965 houve uma revisão da versão e todo o rito passou a ser permitido em português.
Neste caso você deve procurar um destes rituais que devem ainda existir nas paróquias mais antigas. O próprio diretório litúrgico da época costumava também trazer o rito do batismo e algu…

Uma igreja com muitos véus

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Esta postagem já deveria ter vindo à luz há muito tempo, mais especificamente, desde o Sacro Tríduo Pascal. Quero falar de algo interessante que aconteceu e permaneceu na Igreja Matriz da Paróquia São João Evangelista, no Conjunto Parque Piauí, zona sul de Teresina. Preparavam-se todos para celebrar a Semana Santa quando o pároco, Pe. Osório Barbosa Teixeira Neto, homem simples, embora seja mestre em Teologia Moral pela Academia Alfonsiana de Roma, convidou as paroquianas a cobrirem a cabeça com um véu para um encontro que aconteceria na manhã da Sexta-feira da Paixão, bem como na Celebração da Paixão do Senhor. Alguns murmúrios aqui, ali... Entusiasmo aqui, ranger de dentes acolá... Ninguém nesta igreja tinha o costume de usar véu na Missa (salvas duas exceções, de meu conhecimento, mas que só o utilizavam eventualmente noutras igrejas). Foi um convite, uma recomendação. Não foi uma ordem. Aproximadamente às 8h da Sexta-feira da Paixão, pouco antes do início do encont…

Revisão dos Congressos Romanos sobre o Motu Proprio Summorum Pontificum

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Neste V Domingo da Páscoa gostaria de apresentar uma visão geral sobre os três grandes Congressos, sediados em Roma, sobre o Motu Proprio Summorum Pontificum. Ao contrário do que se passa em muitas cidades e dioceses, ao redor de Pedro (claro, existem exceções) se cultiva o correto espírito litúrgico: o amor, a estima e o respeito pelas duas formas do único Rito Romano. A beleza, o êxito e certas presenças nestes três encontros nos mostram o peso do Novo Movimento Litúrgico, que tem encontrado no grande Papa Bento XVI uma rocha, um sustento. Estes congressos foram organizados pela Associação Giovani e Tradizione (Jovens e Tradição), fundada e animada pelo sacerdote dominicano Pe. Vincenzo M. Nuara, que no ano passado foi chamado para ser colaborador da Pontifícia Comissão Ecclesia Dei. Percebe-se o patrocínio da dita Comissão Pontifícia e uma grande participação (no serviço litúrgico) dos Franciscanos da Imaculada. Seguem algumas informações sobre os três encontros.…

Bem-aventurada Dulce dos Pobres, rogai por nós!

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Hoje às 17h iniciará a celebração em que haverá a cerimônia canônica e a Santa Missa com o rito de beatificação da Irmã Dulce.
Seu nascimento aconteceu no dia 26/05/1914, em Salvador-BA. Seu nome no século era Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes. Passou a chamar-se Irmã Dulce em 1934, quando professou os votos da vida religiosa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Dedicou sua vida à prática grandiosa da virtude da caridade pelas obras de misericórdia, sobretudo no cuidado com os pobres. Em 1959 há a instalação oficial das Obras Sociais. Estas Obras permanecem com o nome Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) e seu trabalho pode ser conferido em site próprio. Irmã Dulce encontrou-se duas vezes com o Beato João Paulo II, respectivamente em 1980 e em 1991, quando o Santo Padre visitou o Brasil.
Encontros dos dois novos Beatos Em 13/03/1992 entregou a alma ao Criador, deixando entre o povo brasileiro o exemplo insigne da santíssima carid…

Assim falou o Beato... II Parte

Imagem
ALLELUIA
Continuando as citações do Bem-aventurado João Paulo II sobre a Sagrada Liturgia:

A Sagrada Liturgia, que a Constituição Sacrosanctum Concilium considera o cume da vida da Igreja, não pode ser reduzida a uma realidade meramente estética, nem pode ser considerada como um instrumento cujas metas são principalmente pedagógicas ou ecumênicas. A celebração dos Sagrados Mistérios é, antes de tudo, um ato de louvor à Majestade Soberana de Deus, Três em Um, uma expressão desejada pelo próprio Deus. Por este [ato], o homem, tanto num caminho pessoal como num comunal, aparece diante de Deus para dar-lhe graças, ciente de que o seu ser não pode encontrar seu pleno significado se não louva a Deus e não faz sua vontade em sua constante procura pelo Reino, que já está presente, mas que chegará definitivamente no dia da Parusia do Senhor Jesus. A liturgia e a vida são duas realidades inseparáveis. A liturgia que não se reflete na vida se tornaria vazia e certamente não agradaria a Deus.
A cele…

Assim falou o Beato... - I Parte

Imagem
ALLELUIA
Caríssimos irmãos, duas semanas depois da Beatificação do Papa João Paulo II, a ARS gostaria de prestar honra a este pastor, reconhecendo seus méritos sobretudo no legado que nos deixou, no que diz respeito à Sagrada Liturgia (sobretudo a Santa Missa), nos documentos do seu magistério. Já que é tão interessante citarmos os santos homens e mulheres que adornam a Igreja, seguem várias citações do novo Bem-aventurado. Obviamente elas não esgotam toda a mensagem do Beato acerca do culto divino, mas ajudam-nos a compreender sua visão sobre ele.
Amai Jesus presente na Eucaristia. Ele está presente de modo sacrifical na Santa Missa, que renova o Sacrifício da Cruz. Ir à Missa significa ir ao Calvário para nos encontrarmos com Ele, nosso Redentor.


(Discurso aos jovens e crianças de associações e paróquias italianas. 08/11/1978)


Não é lícito nem no pensamento, nem na vida, nem na ação tirar a este Sacramento, verdadeiramente santíssimo, a sua plena dimensão e o seu significado essencial. E…

"Summorum Pontificum - um problema ou uma riqueza?"

Imagem
ALLELUIA
Olá, caríssimos!


No ano passado a Fraternidad de Cristo Sacerdote y Santa María Reina lançou o livro Summorum Pontificum ¿Un problema o una riqueza?, de autoria do Fr. Manuel María de Jesús (no século: Pe. Manuel Folgar Otero), fundador da fraternidade. No dia 04 deste mês foi divulgada a tradução portuguesa, lançada em Portugal pela editora Caminhos Romanos. O título segue literal: Summorum Pontificum Um problema ou uma riqueza? A notícia apareceu em Una Voce Portugal e no Sancta Missa Portugal, onde também se pode ver o índice.  A obra parece ser muito interessante e faz-me lembrar aquela obra, por nós já citada, de autoria de D. Fernando Rifan. A ARS já mandou um email para saber acerca da possibilidade de envio para o Brasil e estamos aguardando resposta.

Por Luís Augusto - membro da ARS

Saudação à Bem-aventurada Virgem Maria, de São Francisco de Assis

Imagem
ALLELUIA
Por conta da grande devoção em torno da Sempre Virgem Maria neste mês de maio, posto a bela Salutatio atribuída a São Francisco de Assis. Parece ser bem conhecida e apreciada no contexto da piedade franciscana.
SALVTATIO BEATÆ MARIÆ VIRGINIS
Ave Domina, sancta Regina, sancta Dei genetrix Maria, quæ es virgo ecclesia facta  et electa a sanctissimo Patre de cælo,  quam consecravit cum sanctissimo dilecto Filio suo et Spiritu sancto Paraclito, in qua fuit et est omnis plenitudo gratiæ et omne bonum.  Ave palatium eius; ave tabernaculum eius; ave domus eius.  Ave vestimentum eius; ave ancilla eius; ave mater eius  et vos omnes sanctæ virtutes, quæ per gratiam et illuminationem Spiritus sancti infundimini in corda fidelium,  ut de infidelibus fideles Deo faciatis.
Saudação da (à) Bem-aventurada Virgem Maria
Ave Senhora, Rainha santa, santa Mãe de Deus Maria, que sois virgem feita Igreja  e escolhida pelo santíssimo Pai do céu,  a qual consagrou com seu santíssimo dileto Filho e com o Espírito S…

Instrução UNIVERSAE ECCLESIAE sobre a Aplicação do Motu Proprio Summorum Pontificum

ALLELUIA
Pax et bonum!
Veio, finalmente, à luz a Instrução devida quanto à aplicação do motu proprio Summorum Pontificum. Interessante ela ter sido assinada no dia 30 de abril (memória de São Pio V no calendário da Forma Ordinária). O documento, obviamente, não irá da noite para o dia resolver todos os problemas, mas era, todavia, um passo importante a ser dado. Ao longo dos dias certamente surgirão muitos comentários e ponderações pelo mundo afora.
Segue abaixo a versão portuguesa oficial, que vi no site da Santa Sé por volta de 07h47.
Atualmente ela pode ser acessada, no site da Santa Sé, aqui.
Para visualizar no site e fazer download do pdf, clique aqui.

<p><p><p><p><p&…

Publicação da Instrução Universæ Ecclesiæ, sobre o motu proprio Summorum Pontificum - dia 13 de maio

ALLELUIA
A notícia surgiu e se espalhou como fogo! A esperada [há anos] Instrução sobre o Motu Proprio Summorum Pontificum, como quase perfeitamente "previu" o vaticanista Andrea Tornielli, será publicada muito em breve: exatamente no dia 13 de maio, sexta-feira! É o que diz um aviso aos jornalistas no site da Santa Sé (texto ao final). Recordamos que desde as primeiras notícias mais concretas acerca da instrução, para este ano, foi feito um Apelo pedindo ao Santo Padre que este documento não fosse restritivo, piorando a situação de tantos e tantos fiéis [e pastores] que ainda permanecem à mercê de "leis" ilícitas, que ocultam ou deturpam o sentido do Motu Proprio e o desejo do Santo Padre, deixando a Forma Extraordinária do Rito Romano no último ou em nenhum lugar. O Apelo conta, até há pouco, com 12.714 assinaturas. De fato, muito aquém do esperado. E se não foi mais assinado, temos a certeza de que não foi por falta de fiéis que tenham um apreço elevado pelas forma…

Cardeal Burke sobre o Summorum Pontificum e a reforma litúrgica pós-conciliar

Imagem
Da entrevista concedida por Sua Eminência, o Cardeal Raymond Burke, Prefeito do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, para a edição de maio de 2011 do noticiário católico francês La Nef.
Bento XVI, o amor do bom pastor
La Nef:Depois de três anos, que avaliação o senhor faz da aplicação do motu proprio Summorum Pontificum? Cardeal Burke: Em sua aplicação, eu verifico um interesse e uma apreciação sempre crescente pela forma extraordinária do Rito Romano, da parte do fiéis em geral e dos jovens católicos em particular. Excelentes iniciativas tomaram lugar no intuito de promover a formação quanto ao motu proprio e seus objetivos, previstos pelo Santo Padre quando de sua promulgação. Penso em numerosas conversas, discursos, debates individuais bem como conferências sobre a Sagrada Liturgia, que deram particular atenção à forma extraordinária do Rito Romano e à sua relação com a forma ordinária. No mais, vários livros e artigos foram publicados, tendo como fim um profundo estudo do motu …

Pe. João Baptista Reus, SJ - co-patrono da ARS

ALLELUIA
Pax et bonum!
No dia 09 de janeiro, em email interno para os membros da ARS, fiz a proposta de adotarmos o grande sacerdote jesuíta - Pe. João Baptista Reus (Johann Baptist Reus - lê-se 'Róis'; *10/07/1868 ~ +21/07/1947) - como co-patrono desta Associação. Ele foi grande pároco, místico e amante da Sagrada Liturgia. Desenvolveu seu ministério, na maior parte, na cidade de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.
No contexto da Forma Extraordinária do Rito Romano, muitos já conhecem o seu Curso de Liturgia, disponível para download no Missa Tridentina. A partir de hoje, depois de reformulados alguns detalhes no design, pode-se ver sua foto abaixo da imagem de Nossa Senhora do Amparo (na coluna direita do blog).
Para dados biográficos, encontra-se muita coisa a partir deste link. Lá estão alguns dos seus desenhos, que fez a próprio punho para "explicar" algumas das graças místicas que recebeu, sobretudo durante a Santa Missa.
Segue abaixo um vídeo de 15min de um program…

O gesto sacerdotal de abrir os braços IN MODUM CRUCIS (em forma de cruz)

Imagem
ALLELUIA
Pax et bonum!
Caríssimos, à procura de mais fontes que tratassem do gesto litúrgico do sacerdote ficar de braços estendidos, abertos em forma de cruz, logo após a consagração durante uma parte do Cânon Romano (Oração Eucarística I) [gesto que acho muito belo e significativo], encontrei um livro de um clérigo anglicano. O texto ajuda a mostrar como o gesto era há séculos conhecido na Europa, em várias liturgias ocidentais. É claro que ele não esgota o assunto, mas fornece mais alguma informação. O Alcuin Club, fundado em 1897, donde nos vem este tratado, ainda hoje existe, para promover o estudo da liturgia [no meio anglicano].
O gesto do celebrante de estender os braços  IN MODUM CRUCIS (em forma de cruz)
Do tratado "O Sinal da Cruz nas Liturgias Ocidentais" De Ernest Beresford-cooke, clérigo anglicano Dos estudos do Alcuin Club 1907
Título original da obra: THE SIGN OF THE CROSS IN THE WESTERN LITURGIES
Título original da seção: THE EXTENSION OF THE CELEBRANT'S ARMS, IN…