Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

"Liturgia e Pureza"

Imagem
Pax et bonum!


No último dia deste semestre quis dedicar algumas horas escrevendo reflexões sobre a pureza na vida cristã, sobretudo como apresentada em súplicas de alguns textos litúrgicos (orações e hinos). Não quis e não pude (ou melhor, nem poderia) ser exaustivo. De fato, o texto é modesto, simples. Escrevi-o porque me parece que em muitos lugares já há muitos "mestres", muitos "cantores", muitos "pregadores", muitas "estrelas", mas poucos santos. Vez ou outra alguém que exerce certo ministério de relevo ou visibilidade, na Liturgia, aparece com máscaras caídas e uma vida tão contrária à santidade exigida nesta obra de Cristo, faltando-lhe, por exemplo, a pureza (ou outras qualidade esperadas de um bom cristão). O primeiro destinatário destas reflexões sou eu mesmo. Creio, porém, que poderá ajudar a todos os que exercem algum ministério na Sagrada Liturgia, sobretudo, a buscarem maior preparação e perfeição naquilo que fazem, não primeiram…

D. Jacinto, Arcebispo de Teresina, recebe o Sagrado Pálio

Imagem
Pax et bonum!

Hoje, dia 29 de junho, a Igreja comemora a Solenidade dos Apóstolos São Pedro e São Paulo. No Brasil, a solenidade passa para o domingo seguinte (neste ano no dia 01/07). Nosso Arcebispo metropolitano, D. Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, com outros 43 arcebispos, recebeu o Sagrado Pálio das mãos do Santo Padre, o Papa Bento XVI, na Missa celebrada às 9h (horário de Roma) desta quinta-feira.
Para compreender mais sobre o significado desta insígnia, fizemos uma postagem há algum tempo. O ótimo site Fotografia Felici já publicou as fotos da Sagrada Liturgia. Algumas, nas quais nosso Arcebispo está mais visível estão postas abaixo.
Viva São Pedro! Viva São Paulo! Viva o Santo Padre! Viva D. Jacinto!
Que a Igreja de Teresina, sob o governo pastoral de D. Jacinto, ame o Santo Padre e com ele permaneça em comunhão efetiva e afetiva! Amém. Uma passagem do Diretório para o Ministério Pastoral dos Bispos (n. 14) faz muito bem em ser recordada hoje:

Como consequência da sua consagraç…

O jeito cristão de orar - exortação do séc. III

Pax et bonum!

A segunda leitura do Ofício das Leituras (Liturgia das Horas - Forma Ordinária) do XI Domingo do Tempo Comum, do Tratado de São Cipriano de Cartago sobre a Oração do Senhor, constitui uma belíssima exortação sobre algumas qualidades da oração cristã.
Interessante como a oração que os Padres da Igreja nos ensinam dista das formas ruidosas e verbosas, inquietas, cheias de irreverentes familiaridades, que muito se vêem em algumas denominações cristãs, fora da Igreja, mas até mesmo dentro da Igreja de Cristo.
As palavras de São Cipriano parecem soprar no ouvido de nossas almas o desejo de uma intimidade cheia de temor. Ouçamo-lo:


Do Tratado sobre a Oração do Senhor, de São Cipriano, bispo e mártir (Nn.4-6: CSEL 3,268-270) (Séc.III) Brote a oração do coração humilde Haja ordem na palavra e na súplica dos que oram, tranquilos e respeitosos. Pensemos estar na presença de Deus. Sejam agradáveis aos olhos divinos a posição do corpo e a moderação da voz. Porque se é próprio do irreve…

"Famoso exorcista Pe. Fortea: Sacerdotes devem vestir-se como tal"

Imagem
REDAÇÃO CENTRAL, 12 Jun. 12 (ACI/EWTN Noticias) .- O famoso sacerdote exorcista espanhol José Antonio Fortea remarcou a importância de que os sacerdotes vistam a batina, como um sinal de consagração a Deus e de serviço aos fiéis. Numa entrevista concedida ao grupo ACI, durante sua visita ao Peru, onde participou da solenidade de Corpus Christi na cidade de Trujillo, na costa norte do país, o Pe. Fortea indicou que "os clérigos devem vestir-se da mesma forma que os sacerdotes mais exemplares se vestem nessas terras, porque ir identificado é um serviço". Depois de destacar que é obrigação da Conferência Episcopal de cada país determinar qual é o melhor sinal sacerdotal, o Pe. Fortea indicou que "a minha recomendação a respeito deste tema é que o sacerdote se identifique como tal". Em efeito, o Código de Direito Canônico, no artigo 284 indica que "os clérigos têm que vestir um traje eclesiástico digno, segundo as normas dadas pela Conferência Episcopal e segundo…

Falece D. Luiz Gonzaga Bergonzini

Imagem
Pax et bonum!

Embora talvez desconhecido para muitos fiéis brasileiros, noticiamos o falecimento de D. Luiz Gonzaga Bergonzini, Bispo Emérito de Guarulhos.
A quem perguntar quem foi ele, respondemos que foi um grande defensor da vida, da moral, da justiça. Um bispo de verdade, um bispo como não muitos no mundo, um bispo pelo qual a Igreja no Brasil deve se orgulhar. Com um pouco mais de 76 anos, era um verdadeiro arauto nos telhados virtuais, desenvolvendo um apostolado nas redes sociais e através do seu blog, mesmo já nas últimas semanas, no Hospital Stella Maris, em Guarulhos.

Completaria, no próximo dia 29, seus 53 anos de sacerdócio, já tendo seus 20 de bispo. Sua obra, seu pensamento, sua coragem, poderão ser apreciados no seu blog, o qual muito recomendamos, e que é um grandioso exemplo diante de todo o episcopado nacional.

Uma de suas últimas e marcantes imagens foi sua foto sentado, diante do prédio do STF, rezando o Terço contra a nefanda decisão do STF em favor do assassin…

Catequese sobre a Sagrada Comunhão, por São João Maria Vianney

Imagem
Para sustentar a alma na peregrinação da vida, Deus olhou para toda a criação e não encontrou nada que fosse digno disso. Ele então se voltou para si mesmo, e decidiu dar-se a si mesmo. Ó minh'alma, como tu és grande, visto que nada além de Deus te pode satisfazer!
O alimento da alma é o Corpo e o Sangue de Deus! Ó, alimento admirável! Se considerássemos isso, faria com que nos perdêssemos por toda a eternidade neste abismo de amor! Quão felizes são as almas puras que tem a alegria de se unirem a Nosso Senhor pela Comunhão! Elas brilharão como belos diamantes no Céu, pois Deus será visto nelas. Nosso Senhor disse "o que pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo dará". Nós nunca pensaríamos em pedir a Deus seu próprio Filho. Mas Deus fez o que o homem não poderia ter imaginado. O que o homem não pôde expressar, nem conceber, e o que ele não se atreveria a desejar, Deus em seu amor disse, concebeu e executou. Ousaríamos pedir a Deus que entregasse seu Filho à morte por nós, e …

Catequese sobre a Presença Real, por São João Maria Vianney

Imagem
Nosso Senhor está ali escondido, esperando que o visitemos e que lhe dirijamos nossos pedidos. Vede quão bom ele é! Ele se conforma à nossa fraqueza. No Céu, onde nós seremos gloriosos e triunfantes, nós o veremos em toda a sua glória. Se ele tivesse se apresentado a nós nessa glória, não ousaríamos nos aproximar dele; mas ele se esconde (...). Ele está lá no Sacramento de seu amor, suspirando e intercedendo incessantemente diante do Pai pelos pecadores. A que ultrajes ele não se expõe para ficar no meio de nós?
Ele está ali para nos consolar; logo, devemos visitá-lo com frequência. Quão agradável a ele são meros quinze minutos que alguém tira de suas ocupações, de coisas inúteis, para vir e rezar, para o visitar, para o consolar de todos os ultrajes que ele recebe! (...)  Que alegria não sentimos na presença de Deus, quando nos encontramos a sós a seus pés, diante do santo tabernáculo? (...) Ah! Se tivéssemos olhos de anjos com os quais víssemos nosso Senhor Jesus Cristo, que está pre…

Sacralidade na música litúrgica portuguesa

Pax et bonum!

Em nosso Brasil, Terra de Santa Cruz, infelizmente, abundam canções de mal gosto sob a classificação de "canto litúrgico". Para alívio de nossos ouvidos e almas, o repertório de Portugal apresenta-nos uma música litúrgica bem mais próxima das características tantas vezes repetidas pelos últimos papas. Os grupos de canto que queiram enriquecer o repertório para a Forma Ordinária do Rito Romano (embora sem poder contar com partituras) podem beber do canto sacro lusitano em vernáculo, que particularmente considerei muito bom. Aqui no Brasil, temos assistido a uma forte secularização da liturgia através da música, com a inserção de inconvenientes ritmos populares, ousadas melodias tiradas de canções alheias à religião e textos enfraquecidos em seu sentido ou escritos de forma quase coloquial. Pois bem, há o blog português O Canto na Liturgia, com comentários, vídeos e partituras, e, sobretudo, o próprio site do Secretariado Nacional de Liturgia, na seção Música Lit…

A interpretação do Concílio e a renovação da Congr. para o Culto Divino

Imagem
Pax et bonum!
Há não muitos dias, o sub-secretário da Congregação para o Culto Divino, o Mons. Juan Miguel Ferrer Grenesche, participou de uma Conferência sobre canto gregoriano, na qual falou amplamente da interpretação do Concílio Vaticano II, dos verdadeiros inimigos da dita assembleia conciliar, das causas da crise pós-conciliar e da secularização intra-eclesial, assim como também dos desafios que seu dicastério tem adiante, a partir do Motu proprio “Quærit semper”, de Bento XVI, que pediu que a Congregação se dedicasse principalmente à promoção da Sagrada Liturgia. Segue uma tradução nossa que, assim como a versão espanhola, não é integral, embora seja suficiente para nosso intento.

***
Todos conhecem a insistência e a centralidade que o Santo Padre Bento XVI desejou reservar durante todo o seu pontificado à correta e autêntica aplicação dos ensinamentos do Concílio Vaticano II. Mas isto é realmente uma novidade? Na verdade, não. Esta solicitude é, de fato, manifestação de um int…